Quarta, 23 de Abr de 2014 | Últimas Notícias | Fale Conosco | Busca            
Mercado

06/03/2013 10:37
Governo de Minas libera recursos para a criação do Geoportal do Café



Twitter




Fabio Alvarenga  04/03/2013

Governo de Minas libera recursos para a criação do Geoportal do Café: Inventário Quantitativo e Qualitativo do Café da Cafeicultura Mineira

Por Fabio Alvarenga - Blog do Polo de Excelência do Café e INCT Café

O secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Narcio Rodrigues, e o secretário-adjunto de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Paulo Afonso Romano, liberaram oficialmente, na última quinta-feira (28), os recursos necessários para a criação do projeto Geoportal do Café: Inventário Quantitativo e Qualitativo do Café da Cafeicultura Mineira, na Universidade Federal de Lavras (UFLA), sul de Minas Gerais.

As autoridades também receberam das mãos do reitor da UFLA, José Roberto Scolforo, o projeto com as diretrizes do Geoportal, que será coordenado pela a universidade. O ato ocorreu durante o Seminário “Gestão do Desenvolvimento Local e Possibilidades de Parcerias entre a UFLA e as Prefeituras Municipais para Captação de Recursos Públicos”, realizado no Salão de Convenções da instituição.

O Inventário custará cerca de R$ 4,5 milhões, oriundos da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), com apoio da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Em seu discurso, o secretário Narcio Rodrigues, destacou a importância da organização do setor de cafeicultura e da criação do Inventário Qualitativo e Quantitativo do Café. “Esse projeto é essencial para que a cafeicultura possa se colocar realmente numa estratégia de desenvolvimento de internacionalização, que é fundamental para qualificar o produto mineiro”, disse.

De acordo com o gerente executivo do Polo de Excelência do Café, Edinaldo José Abrahão, o Inventário Quantitativo e Qualitativo do Café irá mapear e dimensionar todo o parque cafeeiro do estado, em termos de tamanho, estratificação, número de propriedades e qualidade do café produzido. Abrahão destacou a importância do projeto.

“Vamos mapear toda a cafeicultura, todas as propriedades, microrregiões, características de café produzida em cada região e com essa base esperamos chegar numa metodologia cientifica de estimativa de safra. É um projeto que vai ter uma repercussão enorme em toda a cafeicultura, que é o segundo produto em termos de riqueza do estado. Então é um projeto que vai dar uma contribuição econômica e social muito grande”, disse.

A ocasião serviu também para a assinatura da ordem de serviço que autoriza a construção da Agência de Inovação do Café. O objetivo é que a agência integre diversas instituições e iniciativas voltadas para a construção coletiva do conhecimento e de tecnologias cafeeiras, além de aliar estrutura física ao capital humano que já trabalha desenvolvendo as inovações cafeeiras.

O custo estimado da Agência de Inovação é de R$ 2 milhões, sendo R$ 1,2 milhão dos recursos oriundos da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), por meio do programa Inovaminas, e R$ 800 mil da UFLA.

Durante o evento também foi assinada e anunciada a criação do Parque Científico e Tecnológico de Lavras. Com o custo de implantação estimado em R$ 38 milhões, serão instaladas empresas dedicadas à pesquisa, desenvolvimento e produção de inovações tecnológicas. O superintendente de Inovação Tecnológica, José Luciano de Assis Pereira, ressaltou a tradição em pesquisas científicas e tecnológicas de Lavras, principalmente por meio da UFLA.

“Essas assinaturas só consolidam esse sonho, que vem sendo feito pela universidade e pela prefeitura, de ter um ambiente de inovação para atrair empresas para a região. Estamos cientes da importância, enquanto Estado, de apoiar a continuidade desse processo de consolidação do Parque Tecnológico”, explicou Pereira.

Compuseram ainda a mesa de abertura da solenidade o secretário de Estado de Desenvolvimento Regional e Política Urbana, Bilac Pinto, o secretário de Estado de Transporte e Obras Públicas, Carlos Melles, o secretário-adjunto de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Evaldo Vilela, o prefeito de Lavras, Marcos Cherém, o deputado estadual Luiz Fabio Cherém, além do deputado estadual Antônio Carlos Arantes.




Enviar para um amigo
enviar
Imprimir a materia
imprimir
Ir para editoria
editoria
Ir para editoria
mais noticias
Comentar Noticia
comente
Voltar
Voltar
Publicidade
Café Fácil








Siga no Twitter @cafeicultura
 
Revista Cafeicultura

Heranças e brigas em família
» Café Facil - Cafeteiras Espresso
Máquinas automaticas de café em ate 12x no cartão - Varias marcas
» CURSO DE BARISTA
querendo abrir sua primeira cafeteria, você vai encontrar no Kassai Café um produto de altíssima qualidade
 
 

Não encontrou o que procurava, faça uma Busca Especifica - Exemplo:
qual a produção brasileira de café orgânico
ou qual a previsão da safra de café para 2008

Google